A história que nunca irei escrever

A história que nunca irei escrever

Eu já escrevi um livro inteiro, pedaços de um segundo e sempre continuarei escrevendo outros. Não sei dizer quantos e sequer dizer se todos, porque o que não me faltam são ideias e histórias aqui dentro da cabeça (e do coração), tem história pra rir e pra chorar. Elas poderiam estar acontecendo agora mesmo enquanto vivemos nossa vida real ou, quem sabe, realmente estão. Muitas vezes eu exponho as situações que já imaginei que poderiam acontecer comigo, em outras acabo retratando exatamente o contrário, dou pra personagens o destino que não queria pra mim de jeito nenhum. Escrever pode ser um reflexo das várias ideias que temos de como seriam momentos perfeitos, aqueles que acabamos até decepcionando quando não sai tudo exatamente como o “planejado”. Só que a vida é uma caixinha de surpresas e por mais que soe improvável às vezes o universo resolve ser maravilhoso e fazer a realidade ainda melhor que a ficção.

É quando nem no fundo da sua imaginação mais fértil você consegue visualizar uma ou outra possibilidade tão linda assim até que, do nada, ela acontece, e quando acontece a gente não pode deixar passar, não pode temer, tem que ir fundo e aproveitar esse momento, senão acaba sentindo o pior tipo de arrependimento que existe: o de não ter feito, de não saber como foi desejar ser um expectador da sua própria vida só para assistir o que está acontecendo ali, não importa se dura dias, meses, anos… Não sentir o clima intenso quase palpável que os momentos extraordinários da vida têm, ou como sua respiração muda e pode ser ouvida à medida que a coisa de aproxima, não sentir o cheiro característico que está no ar e que fica marcado de forma que dá pra lembrar mesmo de longe, mesmo muito tempo depois. Não viver o mix de sensações maluco que envolve ansiedade, alegria, nervosismo, realização, surpresa, às vezes até amor… Não poder olhar no fundo dos olhos e ver como eles se transformam quando acompanhados de um sorriso, ou mesmo não admirar aquela imensidão de pintinhas que se tornam, ali dentro do coração, uma das melhores visões do mundo.

Não receber carinhos inesperados que arrepiam a pele e a alma.

Você é a história que eu nunca vou precisar escrever, simplesmente porque pude vivê-la ao vivo e com todas as cores possíveis, a história que me fez lembrar que a vida pode ser tão maravilhosa quanto a pessoa que a protagonizou junto comigo. E mesmo que às vezes eu sinta um aperto no peito de saudades de cada um desses segundos que foram ainda melhores do que pensei, logo volto a sorrir por a gente ter compartilhado tudo isso: um “enredo” que não me faz querer voltar atrás, nem por um momento sequer, porque foi além do esperado, foi ideal!

Talvez você goste também de:

23 Comments

  1. Nossa! Confesso que deu um nó na garganta e uma lágrima ( dessas que não são tristeza, alegria ou nenhum sentimento definido e sim pura emoção) teimou em se formar nos meus olhos!
    Que bom esse sentimento!
    Você merece! Só o melhor da vida! ???

  2. Nossa! Confesso que deu um nó na garganta e uma lágrima ( dessas que não são tristeza, alegria ou nenhum sentimento definido e sim pura emoção) teimou em se formar nos meus olhos!
    Que bom esse sentimento!
    Você merece! Só o melhor da vida! ???

  3. Ameeeei cada detalhe do seu texto, que tocante.. Faz a gente sentir um pouco dessa história… Que uaaaal! Acho que o “ual” diz tudo que eu senti quando li o seu texto, apenas. hahaha beijokas!

  4. Eu li e só consigo pensar: amor demais! É por isso que a vida vale a pena, por cada momento bem vivido, bem aproveitado. Se deu saudade, é porque valeu a pena todos os riscos e superar todas as inseguranças que a gente passa às vezes.
    Você merece sim, não só as lembranças, mas tudo o mais de bom e maravilhoso que tenho certeza que ainda está por vir, seja de onde for, seja de quem for! <3
    xoxo

  5. Faz vídeo da coleção de HP simmmm, quero ver *—*
    Sobre o texto, muito lindo e real! Muitas vezes a gente vive coisas tão intensas que simplesmente não conseguimos traduzir em palavras <3

  6. Gente, que lindo …Até me identifiquei com algumas coisas…Tem coisas na vida que a gente simplesmente não consegue descrever, mas é sempre bom ver algo assim que a pessoa vivenciou.
    Parabéns texto maravilhoso…Beijos

  7. Que lindo, Luly! Fiquei até emocionada, já que você tocou em pontos que pude relacionar com a minha vida. É louco mesmo como existem momentos que nunca poderão ser colocados em palavras, ou, até mesmo, imaginados. E essa é a magia da vida, né? Por mais momentos assim! <3
    Beijos,
    Bru

  8. Acho que o valor da vida está justamente nas coisas que seriam belamente escritas, mas que ficam melhores quando sentidas. Não acho que o importante é somente viver uma experiência, mas também lembrar dela como você claramente o faz, tão detalhadamente como se escrita em um livro como os que escreve =)

    P.s.: I love you!

  9. Oi, Luly!
    Que texto inspirador 🙂
    Você escreve de uma maneira tão envolvente que até fiquei curiosa com seus livros inacabados, mas você tem toda a razão: a vida é uma só, então, o segredo é vivê-la intensamente… Carpe Diem: aproveite o dia!
    Beijos!
    Gatita&Cia.

  10. Adori o seu texto, que lindo <3 Eu já comecei a escrever vários textos também e no mesmo sentido que o seu, porque já vivi isso e acho lindo quando passamos todos nossos sentimentos para palavras!

  11. Luly, será que só eu achei esse texto super romântico?! Você tem muita sensibilidade e escreve maravilhosamente bem. Mesmo vc não precisando escrever essa história linda, diria a faria muito bem 🙂
    Parabéns.

    Beijos
    Fran
    Achei e Rabisquei

  12. Amei o texto!” Você é a história que eu nunca vou precisar escrever, simplesmente porque pude vivê-la ao vivo e com todas as cores possíveis” essa parte é a que mais mexeu comigo.
    Belo texto!! Ao mesmo tempo é romântico e dramático. Mas acho que o amor é assim mesmo. Meio dramático com um pouco de douçura! <3

    Minhamaluquice.com.br

  13. Li e só consegui pensar em quanto amor envolvido esta em cada frase ali, amei de verdade. Um tempo atrás li uma frase, acho que de um escritor famoso que dizia algo como: escrever é mostrar suas entranhas para o mundo, e lendo seu texto pude ver como isso de fato acontece. <3

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *