Auggie & Eu

Auggie & Eu – Três histórias Extraordinárias (Auggie & Me) *****
Autor: R. J. Palacio
Gênero: Infantojuvenil
Ano: 2015
Número de páginas: 326p.
Editora: Intrínseca
Sinopse: “A história de Auggie Pullman, o menino de aparência incomum que tem encantado milhares de leitores desde o lançamento do romance Extraordinário, em 2013, ganha agora novas perspectivas: Julian, Christopher e Charlotte, personagens da vida de Auggie, narram nos três contos reunidos no livro Auggie e eu seus encontros e desencontros com o amigo extraordinário.” (fonte)

Auggie & Eu

Comentários: Como contei no meu Top 5 de melhores livros de 2015, “Auggie & Eu” foi o último que li no ano, mas também o que mais gostei. Não tinha como ser diferente uma vez que “Extraordinário” é um dos meus livros favoritos (eu diria que é o número 01 se não fosse pela série “Harry Potter”) e eu estava morrendo de saudades dos personagens, apesar de concordar com a autora que não sabe fazer uma continuação para ele porque NÃO, não é isso que temos aqui, e sim três histórias paralelas que faltaram no livro onde August é apenas um coadjuvante. O objetivo, porém, é o mesmo: mostrar como ele afeta as pessoas ao seu redor, mesmo que indiretamente.

“O Capítulo do Julian” mostra o ponto de vista geral de quem as pessoas mais sentiam falta no livro original: o garoto que lidera as práticas de bullying contra o Auggie. Eu tinha muito, muito, muito medo de o Julian ser vitimizado nessa história porque eu acho que nada nessa vida justifica maltratar um colega de escola, ou incentivar esse mal trato, mas não é isso que acontece, felizmente. A história explica o medo de Julian em relação ao colega (com o qual me identifiquei um pouco, apesar de que eu jamais agiria como ele na vida), a influência da família diante dessa situação, os pensamentos não muito legais de um menino não muito legal e, por fim, uma história tristíssima contada pela avó que ensina o quanto seu comportamento foi errado. Gostei de como mostra que, apesar de ele não estar certo em suas atitudes, pode aprender a “escolher ser gentil”, que é o lema da história.

“Plutão” era o que eu mais queria ler porque senti falta de ver pelo menos um pouquinho do Christopher, melhor e mais antigo amigo do Auggie, em “Extraordinário”, já que ele nem aparece. Assim como o amigo, Chris está passando pela vida esquisita na pré-adolescência e tem que fazer suas escolhas em relação à família, já que ele e a mãe vivem discutindo, e os colegas de escola, onde ele tenta se encaixar da melhor maneira que pode diariamente (e quem não tenta?). É engraçado porque as atitudes e pensamentos dele são exatamente o que se espera em relação a tudo! A gente vê as dificuldades que ele teve por ser amigo de uma criança “deformada”, as consequências disso nas suas atuais amizades, a maneira como ele lida com a separação dos pais, e consegue entender, porque é exatamente isso que se passa na cabeça de uma criança aos 10, 11 anos de idade. Palacio é brilhante nesse aspecto, gente, é impressionante. Outra coisa legal é ver pequenos flashs da infância deles, com a presença da Via, que é minha personagem favorita, então fiquei super feliz.

“Shingaling” é a história da Charlotte, uma garota da sala do Auggie que, apesar de não ter se tornado amiga dele, sempre o tratou da melhor maneira possível, independente da aparência. E foi minha favorita do livro, porque além de ser uma personagem realmente boazinha e com uma história bonita, me identifiquei MUITO com ela, era só ler sobre as coisas pelas quais ela passava que eu lembrava como era estar na quinta série e ser forçada a crescer para manter as amizades, mas com aquela necessidade de ser aceita do jeito que você é. Acho que fica ainda mais natural por ela ser menina, como a autora, aí as experiências ficam mais realistas. Outra coisa legal é conhecer mais sobre a personalidade das meninas que são apenas citadas no primeiro livro e rever MUITO a Summer, que é indiscutivelmente a melhor personagem e o tipo de pessoa que qualquer um quer e devia ser.

Para quem leu “Extraordinário” está super recomendado. Para quem não leu já recomendo os dois de uma vez, é daqueles que mudam alguns pontos de vista da vida da gente (sério)!

Auggie & Eu

Talvez você goste também de:

9 Comments

  1. Gostei bastante de Extraordinário, então fiquei bem curiosa par ler este. Quando soube que haveria um capítulo do Julian tive o mesmo receio que tu, mas que bom que estávamos erradas 🙂

  2. oi, oi.

    e como o livro muda a nossa vida… sou prova disso! foram bom momentos ao lado do Auggie, viu?! quando terminei o livro, me senti tão bem e mal ao mesmo tempo. não queria dar tchau, tanto é que reli. hahaha.

    quando eu fiquei sabendo no ano passado desse livro de contos, li em pdf e adorei cada um. tudo tão fofo.

    bjs!
    Não me venha com desculpas

  3. Eu só tinha ouvido falar de extraordinário mas sinceramente tenho muita vontade de ler esses três livros porque a aparência deles apela muito para mim – vai entender. Depois da sua resenha se eu tiver a chance de comprar o livro ou pegar emprestado eu não vou recusar!
    Beijos e até mais :*
    http://thesecretshoot.site90.com/

  4. TUDO relacionado a Extraordinário é amor e paixão. Acho que não tem como não gostar. Sou apaixonada pelo 365 dias extraordinários, quero muito compra-lo.
    Pensando seriamente em investir em todos os livros relacionados de uma vez só, já que eu só os namoro pela vitrine 🙂
    Bjuxxxxx

  5. Eu li até a metade Extraordinário, porque estava lendo em pdf e é muito chato 🙁 Quero muito ler completo um dia, a estória é muito boa. Adorei a resenha desse livro e realmente é muito bom que todos leiam, pois enriquece a gente por dentro, como você disse 🙂

    Beijos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *