5 fatos sobre a Pakita!

O dia 29 de fevereiro acontece apenas de quatro em quatro anos, o que pra gente não é lá grande coisa, mas na vida de um cachorrinho significa vivê-lo poucas vezes. E se esse for o ANIVERSÁRIO do cachorro em questão então temos que comemorá-lo com mais entusiasmo ainda!

pakita

Essa é a Pakita, que nasceu dia 29 de fevereiro de 2004 e logo percebemos que ser “diferentona” é parte da personalidade dela, Sempre esperamos por esse dia com mais empolgação e QUASE que não chegou dessa vez. No final do ano passado todos nós achamos que a Pakita ia morrer: ela parou de comer, o veterinário disse que era terminal e não tinha jeito, a coisa ficou tão feia que ela começou a ter mini ataques direto. E foi num dia em que eles não paravam de acontecer que levamos ela em outra clínica, por indicação de uma colega da minha irmã (que estuda veterinária) e essa nova médica disse que não era TÃO grave assim. Cirurgia, remédios, muita angústia e cinco dias de internação até que tivemos nossa Pakitinha de volta. Nem preciso dizer então a alegria que é estar comemorando o 12º aniversário dela no dia certo, né? Sendo assim eu não podia deixar passar em branco e resolvi contar 5 fatos sobre a Pakita!

01) “Poodle” só na certidão de nascimento: Sabe a cirurgia que ela teve que fazer, como contei acima? Pois bem, foi para retirar um bolo de cabelo e pedaços de sacolas plásticas que ela tinha no estômago! Alguém, em algum momento, chamou a Pakita de “Vira Lata” e ela acreditou… Destrói lixo, pisa no jornal (sujo), invade o banheiro quando estamos tomando banho, termina de comer e usa de “guardanapo” o primeiro pedaço de pano que vê pela frente – ultimamente o favorito dela tem sido MINHA CAMA, para meu horror. Ela faz coisas tão nojentas que algumas eu acho melhor nem contar porque esse é um blog fino e elegante, vocês não merecem. Nós fomos meio que enganadas quando ela veio pra casa, a moça disse que era marrom, mas com o tempo foi ficando branca com apenas ALGUNS PONTOS marrons no corpo, como o rosto e as patas, o que faz com que pareça que ela está suja mesmo quando acabou de sair do banho!

02) Fofenha: Isso é uma brincadeira entre nós duas, ela geralmente não aceita fazer com outra pessoa (nem minha irmã, que é a “mestre número um”). Na edição 70 da revistinha Turma da Mônica Jovem, a Mônica e o Do Contra adotam um bichinho chamado Fofenho e, em uma cena super lindinha, ele lambe no nariz dela. Eu ensinei a Pakita a fazer o mesmo sempre que falo “Fofenha!”, mesmo quando ela não tá pertinho fica doida pra conseguir chegar no meu nariz logo e se eu tô fora de alcance fica lambendo o ar pra compensar, hahahaha! A Pakita não late e normalmente não morde, mas lambe MUITO. Sei que muita gente tem nojo, mas a gente nunca teve.

03) Feito cão e rato: Além de mudinha e porquinha ela também é uma covardona, não pode ver formiga pela frente que já tem medo. O mesmo vale para roedores: uma vez entrou um casal de ratos na nossa casa e enquanto tentávamos pegá-los ela já estava do outro lado tremendo. Ainda assim o sonho da Pakita é ter um roedor de estimação! Quando a porquinha da Índia da ex namorada do meu pai morou com a gente por um tempo ela ficava ENLOUQUECIDA querendo brincar e até chorava, tadinha, enquanto a porquinha se escondia fugindo dela. Hoje minha irmã tem um Esquilo da Mongólia e quando compramos a gaiola, nossa, só faltou ABRAÇAR, ficava arrastando pela casa numa alegria sem tamanho. Aí ele chegou para habitar a gaiola em questão e quando fomos apresentá-los foi difícil saber qual dos dois correu mais rápido de pavor!

04) Momento humilhação: Isso não é bem um fato, mas uma história engraçada que rolou a um tempo atrás. Eu e minha irmã dividimos uma bicama por um tempo até ano passado, então como era baixinha ela subia pra dormir com a gente (em camas normais ela não sobe nem desce porque MORRE DE MEDO DE ALTURA). Houve uma época, quando ela tava começando a ficar doente, em que ela soltava vários puns bem fedorentinhos, e foi numa noite em que estávamos conversando antes de dormir e ela já estava capotada entre nós duas que nós ouvimos (e sentimos) um especialmente ruim. Começamos a rir e nossa risada acordou ela, que sentiu o cheiro, olhou pra gente muito brava e saiu do quarto, como se nós duas tivéssemos feito aquilo, indignadíssima!

05) Saudades, Pankeka! Momento emotivo… Quando a Pakita chegou nós já tínhamos a Pankeka, que estava muito doente com câncer e já velhinha. No início ela ficou com ciúmes, mas logo adotou a Pakita como aprendiz: deixava ela subir nas costas dela mesmo tendo problema de coluna, ensinava ela a maneira apropriada de deitar para aproveitar o calor do Sol, se não estivesse muito cansada elas até brincavam juntas. No dia que a Pankeka morreu eu cheguei da escola e encontrei a Pakita desesperada, não acalmou até que a gente fosse lá fora vê-la, já embrulhadinha pela minha mãe, antes de meu pai leva-la embora para enterrar. Até hoje, uma década depois, se nós chamarmos a Pankeka ela procura pela casa. E nem precisa ser só chamar não: se mencionar panqueca, a comida mesmo, num contexto que a palavra se destaca e ela “entende” acontece também, dá muita dó!

Feliz aniversário, Pakita!

Pessoal de Belo Horizonte que procura uma bom hospital veterinário recomendo MUITO o Life, onde a Pakita ficou internada. Todos os médicos foram ótimos com ela, pudemos visitá-la todos os dias, a estrutura é maravilhosa… Sério, aquelas pessoas salvaram a vida da nossa pestinha!

Talvez você goste também de:

24 Comments

  1. Ahhh que bonitinha! Adorei a foto do meio, que ela nem parece ter olhos! hehehe
    Gosto mais de vira-latinha mesmo, deixa ela incorporar esse jeito de vida! lol Mas que bom que a cirurgia foi tudo certo, nunca tive cachorrinho em casa mas deve dar um sofrimento ver eles tendo que passar por esse tipo de coisa.

    Gaveta Abandonada

  2. Hahahahahaha! “Alguém, em algum momento, chamou a Pakita de “Vira Lata” e ela acreditou” adorei! Hahahahaha! Que fofenha esse amor de vocês duas <3 incrível como qualquer cachorro é esperto né? Hahahahaha! A porquinha da índia não a queria, mas ela queria a porquinha da índia. Hahahahahaha! Eu acho muito engraçado quando cachorros soltam gases, porque eles fingem que não é com eles, hahahaha!

  3. Que amorzinho a Pakita! E parabéns por cuidar tão bem dela, é difícil ver alguém cuidar de um cachorro por tantos anos.
    Adorei a história do Fofenha, achei muito fofo ela lamber seu nariz quando você a chama assim, rs.
    Beijos

  4. Awn sua cachorrinha é uma fofa! *-* Isso dela comer tudo o que vê e ter tido problema, é muito comum em cachorros grandes e possivelmente em gatos, se eles comerem coisas por aí. Morro de medo disso acontecer com as duas aqui de casa, porque são quase cachorros, comem qualquer coisa que veem pela frente x_x Que fofura isso do Fofenha hahahaha E ela ter medo de tudo, sei bem como é, a cachorrinha da minha avó é assim também hahahaha E isso do pum, putz, deve de ter sido muito engraçado hahahahaha E da Pankeka, aí, deu aperto no coração aqui, que fofa ela lembrar dela assim!
    Beijos! =**

  5. Que fofa a Pakita! *-* Eu também tenho uma cachorrinha e ela faz algumas dessas coisas, como limpar a boca no primeiro lugar que encontra depois de comer e também é super medrosa. Fiquei com dó dela sentir saudades da Pankeka 🙁
    Beijos

  6. Ahh que amor.. Parabéns, Pakita!!
    Que demais saber um pouco mais sobre ela com esses fatos fofos e engraçados também. Achei legal a brincadeirinha que você têm e ela lambendo o ar hahaha
    e tenho uma com o meu gato, de quando eu falo ‘narizinho’.. ele vem correndo esfregar o nariz dele no meu dedo indicador xD

    Bjus pra você e a Pakita!
    :*

  7. Que lindeza a sua cachorrinha! Fico muito feliz em saber que ela conseguiu se sair bem. Também tenho um cachorrinho e já passei poucas e boas com ele, ano passado ele fez 14 anos se não estou enganada! ? O meu também é muito medroso, acho que é mal da raça hein?! kkkk Amei o post! Um beijo grande ?

  8. Que fofinha, ou melhor, fofenha! hahaha parabéééns para a pakita, muitos anos de vida! Mesmo com o susto que vocês tiveram, conheço dogs que já viveram muuuitos e muuuitos aninhos, mesmo dodois, e é o caso da Pakita, certeza, ela tem uma carinha de sapeca e cheia de energia! Ri demaaais com o fato do pum kkkk e meus pêsames pela pankeka.. beijokas :0

  9. Que linda a Pakita *-*
    Adorei as fotos e também adorei conhecer um pouco mais sobre ela!
    Amo animais e se pudesse tiraria todos da rua. Queria ter muito dinheiro para conseguir ajudar os animais abandonados! Tenho dois cachorros e dois gatinhos, uma casa sem animais de estimação é sem vida :/ rs

    Amore, acabei de liberar um post novo lá no blog! Te convido a vir conferir =D

    Beijos
    Amanda Z.
    http://www.diariodelooks.com

  10. Pakita foi a melhor coisa que me aconteceu. Nunca vou esquecer o dia que eu estava arrasada porque não vi o Prisioneiro de Azkaban no cinema e aí a mamãe me contou que ela já existia e precisava só ser desmamada. Ou mesmo o melhor dia dos namorados da minha vida em que a Mel não veio, mas Pakita veio! Era dia 12 de junho do diário de Riddle também <3
    Todo meu amor e ciúmes é dedicado a esse fiotinho di lião. Queria poder ficar com ela mais uma dezena de aniversários, mas sei que não será possível… Mas o mais importante mesmo é que ela me ama mais XD

    P.s.: I love you!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *