18 anos do blog!

18 anos do blog!

Durante dezessete anos celebrei o aniversário do blog com posts intitulados “X anos de Sweet Luly” mas hoje, ao celebrar o décimo oitavo, mudei para “18 anos do blog!”, não à toa… Quando criei isso aqui, em 26 de junho de 2004, eu era uma adolescente a duas semanas de completar 14 anos, alguém tão meiga, gentil e inocente que não tinha como não se definir como a palavra mais fofa da língua inglesa: SWEET. Virou um título, algo que as pessoas associavam (e acho que sempre vão associar) a mim, só que quase duas décadas se passaram e não tem como agora, aos trinta e poucos, a mulher que sou continuar se identificando com o nome escolhido por uma menina. Ainda tenho meu lado “doce”, principalmente com quem gosto pra valer, mas sei o quanto a vida pode ser amarga e merece que eu retribua à altura.

Por isso, como forma de marcar essa “maioriadade” do blog, deixo o título Sweet Luly para trás e comemoro chamando-o apenas de blog, ou bloguinho, ou pelo meu nome que agora ele carrega também, Luly Lage, ou mais especificamente lulylage.com.

Essa não foi uma decisão tomada de supetão, não. Há alguns anos penso nisso mas, canceriana que sou muito, era apegada demais a esse nome para abandona-lo. Como eu poderia deixar de ser Sweet Luly? E se outra pessoa assumisse essa identidade depois? Eu, que valorizo TANTO minha história, ia deixa-la para trás assim? Ainda sem resposta para essas perguntas, o processo foi acontecendo gradualmente, primeiro ao mudar de @sweetluly para @lulylage em todas as redes sociais que permitem a mudança em 2019 (o Spotify e o SnapChat, por exemplo, continuam como antes), o que foi muito providencial já que no mesmo ano comecei oficialmente minha carreira de escritora usando esse apelido, que já virou nome, de “pseudônimo”. Depois, em 2020, após anos como subdomínio do Expresso Rosa, ele ganhou o seu FINALMENTE, e novamente apostei no MEU nome porque me parecia muito mais certo que usar o dele.

Ano passado, nas comemorações do décimo sétimo aniversário, coloque na balança se tinha chegado a hora, assim ficava um marco por ano consecutivo, mas entendi que não estava pronta. Me dei mais um ano para pensar no assunto e deixei isso pra lá até que no último dia de maio, vinte e seis dias atrás, simplesmente me “bateu” que era o momento. Eu estava prestes a trocar o layout para esse tema Aurora MARAVILHOSO de autoria da Ana Flávia Cador, que vinha namorando já há algum tempinho e finalmente consegui comprar, então simplesmente abri o Photoshop e adaptei a antiga “logo” – por falta de palavra melhor – a essa nova fase. Deu certo, amei, e isso me deu coragem para algo simples e até bobo que meu apego tornou difícil, mas MUITO necessário. Desde então ele está assim, e agora torno oficial.

Afinal ele é o que eu queria que fosse quando o criei, meu blog definitivo, e se tem uma coisa sobre a qual falo aqui de diversas formas sou eu. Independente de qualquer mudança, ele continua sendo uma expressão de mim. Continua sendo eu.

Normalmente uso essa data para celebrar minha história passada aqui, mas esse ano foi diferente, porque estou celebrando o que está por vir daqui pra frente e, nossa, isso é bom demais. Hoje foi um dia ruim, marcado de muito retrocesso aqui no Brasil em meio a um período pessoalmente conturbado pra mim, que estou passando pelo começo de tratamento psiquiátrico mais pesado que já vivi… Com tantas marcas difíceis relativas ao passado é bom que nesse momento a abordagem seja futuro, sabe? Assim, quem sabe, consigo alimentar a esperança de que ele, de fato, vai ser melhor. Independente disso, estou finalmente tranquila e feliz com essa decisão, e mais feliz ainda em poder desejar: Feliz aniversário, bloguinho! Que você siga sendo meu porto seguro, meu lugar favorito no mundo, uma das minhas maiores paixões por mais dezoito anos e outros mais, ao infinito e além!

Foto de um bolinho de chocolate com cobertura cor de rosa e uma vela da mesma cor, apagada em cima, cercado de granulados sobre um prato. O fundo é também rosa, com um pedaço mais claro de bolinhas brancas, e há um laço da mesma cor sobre o prato caindo sobre esse fundo. Ao lado, apoiado no prato, está um celular com a tela aberta no blog.

Comente este post!