Post escrito no ano de 2020…

Meu Deus, que loucura!! Loucura-loucura-loucura-loucura!! O trânsito dessa cidade é e sempre foi meu inferno astral favorito, mas agora é o que eu mais abomino! Se o tempo em que a gente fica parado em uma “avenida movimentada” já é absurdo, imagina passar por quatro? Achei que não ia dar tempo!

Acordei atrasada hoje… Saí correndo, tomei meu leite e nem pensei direito! Deixei que ele levasse ela para o colégio, porque se fosse eu, chegaria muito atrasada e eu também… Cheguei na biblioteca e estava um caos! Os livros que eu tinha separado (tão cuidadosamente) para o laboratório numa mesa completamente bagunçada, esperando para serem colocados de volta em uma prateleira. ELES IAM COLOCAR MEUS LIVROS DE VOLTA EM UMA PRATELEIRA!! Os livros sem capa, sem estrutura nenhuma… Disponíveis para consulta! Respirei várias vezes seguidas, calcei as luvas e fui separando os livros de novo. Um a um. Com papel alcalino entre eles, era muita coisa. Gastei um tempão fazendo isso, e umas três pessoas chegaram pra reclamar, mas simplesmente não ouvi. Tava todo mundo careca de saber que aqueles livros estavam indo pra restauração. Acho que gastei mais de uma hora para organiza-los. Em uma hora teria dado tempo de dar uns três banhos. Mas tudo bem… Coloquei tudo num carrinho, e fui pro laboratório.

Separei tudo, limpei, separei de novo e defini a prioridades… Isso gastou mais tempo ainda! Cada segundo que passava eu via meu horário de café indo embora. E foi o que aconteceu… Nem eu sei bem quantos banhos dei em quantas páginas, mas na hora do almoço tinha um número bom secando. Deixei um bilhete para a estagiária e corri para almoçar. Quando voltei ela já estava adiantando as coisas para mim, e juntas nós conseguimos terminar grande parte do início trabalho. Nem quero ver amanhã, já vou me jogar nos produtos químicos cedinho. Quando o relógio bateu a 5 da tarde corri, bati meu ponto e fui direto para o colégio buscar minha pequena. Ela correu e pulou no meu colo com tanta força que quase caí. Aaaawn ^^

Chegamos em casa, foi banho e dever de casa direto. Ela aprendeu a escrever o nome, sozinha, e é a letrinha mais linda que eu já vi! Quando ele chegou ela saiu pulando pela casa, pedindo o jantar. Sinceramente, aconselho a todas as péssimas cozinheiras como eu a encontrarem maridos atenciosos e que bons na cozinha, hehehe. Enquanto a gente comia, ela não calava um minuto. Falou tanto que dormiu logo em seguida. Deu pra gente assistir ao jornal e à novela num silêncio tão raro… E aí me deu uma vontade enorme de vir aqui postar! Postar um dia comum e meio louco, mas que é a vida que eu tanto quis pra mim e que, graças a tantas noites sem sono, consegui! JURO que no próximo post virá algo legal, peguei uns panfletos na sala dos escaninhos com coisas bem bacanas pra divulgar pra vocês. Beijos de amor!

A ideia de escrever um post direto de 2020 veio daqui! Achei incrível e garanto a vocês que não é tão fácil quanto parece… Daqui a 10 anos a gente descobre =D

Talvez você goste também de:

6 Comments

  1. por um momento fiquei em choque achando que vc já tinha filha e marido, mas depois prestei atenção e entendi! HAUHAUHA. muito legal a idéia (com acento) do post. 🙂
    Obrigado pelo carinho e pelo comentário.

  2. Eu vi essa idéia no blog e achei super legal! Quando li pela primeira vez no blog dela achei que era verdade… o.O
    Huahauhauhauha
    Nossa, já pensou se um dia, daqui uns 10 anos, você se deparar com esse post e dizer “é exatamente isso que vivo hoje”
    o.O
    Que coisa, não??
    =D

    Adorei!! O mais legal é que daqui 10 anos os blogs ainda existirão! Huhuhuhuh

    Beijos! =*

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *