Divergente

Divergente Divergente (Divergent) *****
Elenco: Shailene Woodley, Theo James, Kate Winslet, Ansel Elgort, Ashley Judd, Ray Stevenson, Zoë Kravitz, Ben Lloyd-Hughes, Tony Goldwyn, Jai Courtney, Maggie Q, Miles Teller, Christian Madsen (I), Ben Lamb, Mekhi Phifer
Direção: Neil Burger
Gênero: Aventura
Duração: 139 min
Ano: 2014
Sinopse: “Na futurística Chicago, quando a adolescente Beatrice (Shailene Woodley) completa 16 anos ela tem que escolher entre as diferentes facções que a cidade está dividida. Elas são cinco, e cada uma representa um valor diferente, como honestidade, generosidade, coragem e outros. Beatrice surpreende a todos e até a si mesma quando decide pela facção dos destemidos, escolhendo uma diferente da família, e tendo que abandonar o lar. Ao entrar para a Dauntless, ela torna-se Tris e vai enfrentar uma jornada para afastar seus medos e descobrir quem é de verdade. Além disso, Tris conhece Four, um rapaz mais experiente na facção que ela, e que consegue intrigá-la e encantá-la ao mesmo tempo.” (fonte)
Comentários: Eu assisti ao filme “Divergente”, adaptado no livro de mesmo nome, pouco mais de uma semana antes do lançamento na pré-estréia para convidados que teve em Belo Horizonte – que foi a primeira do país. Pensei em postar sobre ele antes mas acabei adiando porque achei melhor esperar sair oficialmente e o pessoal assistir pra expressar o que achei e ter quem concorde ou não comigo.
No geral achei o filme muito bom, com alguns erros de adaptação meio tristes, mas que não acho que atrapalharam o enredo em si. Gostei de como o universo de Divergente foi apresentado, gostei de como a Chicago futurista foi retratada e gostei principalmente da apresentação das facções, eles mostravam os símbolos de forma incrível antes de falar sobre, ficou lindo! O figurino de algumas delas também merece destaque: Erudição tá de matar de lindo e Audácia e Franqueza ficaram bons também. Abnegação por sua vez achei que podia ter tido um acabamento melhor e Amizade ficou HORROROSO, um estilo meio hippie forçado que nem seguia as cores da facção, uma pena porque tem como fazer coisas lindas com a combinação vermelho e amarelo. Fiquei triste porque considero a Amizade “minha facção” e não acho que eles deviam ser vistos só como agricultores drogados, pra mim a essência deles é a melhor de todas por serem pessoas gentis e amigáveis e tudo mais. Mas ok.
Sobre o elenco do qual reclamei durante meses: quebrei a cara! Kate Winslet ARRASOU como como Janine, estava irreconhecível e impecável, e Theo James, socorro, alguém me abana com aquele homem, mãe do céu, que voz é aquela? Todas as meninas – e alguns meninos – arfavam de emoção cada vez que Quatro falava qualquer coisa no filme, não tinha como sair impune a ele, incrível mesmo. Só a Shailene que não achei que funcionou no papel: a voz dela é meio molenga mosca morta pra alguém tão forte como a Tris e ela é MUITO ALTA com um “corpão” que não combina já que a personagem é pequena e isso é falado o tempo todo.
Em alguns momentos senti falta de algumas partes do livro como, por exemplo (E SPOILER) o romance da Cristina com o Will (Que virou um abraço carinhoso. Só), o ataque que o Edward sofre que nem é mencionado e o final. Teve um parte incrível que envolve Tris atirando facas que eu até aplaudi, mas ficou meio forçado no geral e não tinha naaaada a veeeer com o livro. Fora isso os outros cortes e modificações não me incomodaram, inclusive achei necessário em alguns casos.
Melhores momentos: Além dos símbolos da Erudição, Amizade e Abnegação sendo apresentados de forma incrível com uma caracterização real das imagens e da apresentação das facções no início como deveriam ser, e não da forma estereotipada como realmente são, minha cena favorita foi a da tirolesa. O cenário tá fantástico, a trilha sonora incrível, Veronica Roth (que, pra quem não sabe, é a autora dos livros) faz uma apariçãozinha e é um momento icônico e importante PRINCIPALMENTE para quem leu Convergente, o último livro da trilogia. Eu tinha esquecido de como era exatamente então quando ela foi lançada acabei lembrando e o epílogo do terceiro livro me veio na cabeça e eu CHOREI COMPULSIVAMENTE DE SOLUÇAR! Sério, gente, não achei que ia chorar – e vocês me conhecem, eu choro em propaganda de margarina – mas não deu pra segurar, cada vez que lembro daquilo fico mais e mais emocionada, cena linda mesmo!
Dei 3 estrelas e meia aqui no blog e acho que 4 lá no Filmow. Não sei se essa minha opinião vai se manter para sempre quando eu rever o filme sabe-se lá quando, mas tô satisfeita agora e isso que importa, vale a pena pra quem leu e gosta da série, pra quem leu e nem gosta tanto assim e pra quem não leu e gosta de uma distopia ou de filmes de ação leve!

Continue Reading

Rapidinhas de Março

Queridas pessoas que visitam esse blog com tanto amor e carinho: me desculpem por não estar retribuindo os comentários! Estou cheia de coisas pra fazer nos últimos dias e sem tempo pra nada, só tenho postado aqui porque os a grande maioria já fica nos rascunhos, aí eu só reviso e agendo.
Semana que vem voltarei a ter um tempinho e aí retribuo os comentários dos últimos (e próximos) posts sem falta! Obrigada por serem tão lindos e estarem sempre presentes aqui!

E 2014 batendo recorde de ano que mais passa rápido da história porque nem me acostumei de deixar de escrever 2013 nos lugares e já estamos no quarto mês… Ainda assim março é sempre um mês longo, parece que não acaba nunca, então foi bom para acumular alguns acontecimentos que me fizeram acreditar que o tempo tá realmente passando e que o ano não começou ontem!

Rapidinhas de Março

Mas antes de eu contar o que aconteceu no mês de realmente relevante vou mostrar essa coisa LINDA da Petite Jolie que comprei e chegou logo nos primeiros dias do mês e eu estreei no carnaval (foto abaixo). Não é um dos sapatos mais lindos da vida? Dá vontade de comprar aquela marca inteira!
Apesar de que… Assim como a outra sapatilha deles que tenho ACABOU com a parte de trás dos meus pés, só uso com Band Aid + meia fina, senão não dá! Mas meus pés são chiliquentos, outras pessoas que conheço não têm esse problema com eles.

Rapidinhas de Março

No domingo de carnaval fomos comemorar o aniversário do Gil com um rodízio de pizza na Momo e foi muuuito bom! Como eu, Lili e Daninha chegamos cedo logo sentamos no centro da mesa com ele, mas quando mais gente foi chegando nós fomos arredando e no fim estávamos nessa ponta junto com Mari e Vinícius. Gente, RIMOS DEMAIS! Foi ótimo meeesmo e a Momo é uma delícia sempre, mas com as companias certas fica melhor ainda!
Depois foi cada um pra sua casa assistir ao Oscar que foi o melhor de todos os tempos. Aiaiai, até chorei quando “Let It Go” ganhou melhor música!

Rapidinhas de Março

Aí lá pro meio do mês teve lançamento do livro “Eu me chamo Antônio” aqui em Belo Horizonte e nós fomos em grupinho conhecer o Pedro Gabriel, autor do livro. Na verdade eu nunca li o livro e nem comprei, mas entrei na fila para pegar o autógrafo em nome de uma amiga de um amigo que não pôde ir, aí acabei tirando foto com ele, ganhando os marcadores e etc!

Rapidinhas de Março

No mesmo dia no lançamento chegou meu “Destrua Este Diário” e tá sendo uma delícia brincar com ele! Algumas coisas tô seguindo ao pé da letra, outras tô fazendo desenhos ou coisas bonitinhas, e esses aí que ficam fofos tô compartilhando o resultado no Instagram, me sigam la pra ir vendo: lulylage!
Pensei em gravar um vídeo mostrando, mas tenho feito quando dá vontade e algumas coisas demoram muito, então melhor só mostrar o que vale a pena por foto mesmo.

Rapidinhas de Março
(essa foto tá sem bordinha porque não tive como colocar, mas vou editar isso, juro!)

E para fechar vai a foto do evento de lançamento de Convergente, último livro da trilogia de “Divergente”, que rolou na Leitura do BH Shopping e foi DIVERTIDÍSSIMO! Sério, melhor evento que já fui lá! Eu tava de “cosplay” de Amizade com roupa vermelha e amarela e na foto saí sem nenhum brinde na mão, mas é porque tinha guardado tudo: todo mundo ganhou, eu mesma saí de lá com marcadores, adesivos, tatuagens, livreto… Ai, foi hilário!
Sobre o livro: sim, eu li! Gostei bastante, achei um final digno. Mas não pretendo fazer resenha aqui no blog porque não vou conseguir falar do que gostei ou não sem acabar soltando spoilers – apesar de que todo mundo já sabe o que acontece, né gente?

Continue Reading