Lookbook: Vênus em Arte

Lookbook: Vênus em Arte

Olha, eu vou confessar que não sou exatamente uma referência quando o assunto é atualizar meu perfil do Lookbook, não… Muito pelo contrário, sempre protelo a hora de tirar foto e acabo nem tirando, e é triste porque eu queria ter esse registro, sabe? Acho legal pra rever e lembrar o que gosto ou não. Quando estourou a pandemia, porém, tive certeza absoluta que esse ano não teria mais look NENHUM, porque sempre tive os pés bem no chão sobre quanto tempo isso tudo ia durar. Acabou que rolou um logo depois do meu aniversário, data especial, né, e cá estou, com mais um, me provando errada de novo. Ainda bem!

Nesse caso não foi nem ocasião especial, nem nada, e sim um jeito bonitinho de estrear minha nova blusa da Renner que é TÃO a minha cara que foi indicação da Re, que me mandou foto quando a viu em uma loja. Veja bem, ela 01) retrata uma obra de arte super famosa, 02) adapta pra um perfil de redes sociais que é uma temática super inserida no meu dia a dia, 03) é divertida por fazer essa junção, e 04) não é uma obra qualquer, e sim a minha DEUSA FAVORITA, Vênus (Afrodite, pros gregos), em sua versão mais icônica do Botticelli. Se tudo isso não for motivo suficiente vamos lembrando aqui que eu tenho um canal e podcast chamado Vênus em Arte, onde falo sobre mulheres artistas, sabe? Sim, nascemos uma pra outra!

Lookbook: Vênus em Arte (trio de fotos fazendo pose)
Óculos: Carmim | Blusa: Renner | Calça: Miller Deluxe | Tênis: Converse All Star

Logo que a blusa chegou tirei uma nova foto de perfil pro Vênus em Arte com ela que ficou um xuxu, mas tava muuuuito calor e assim que fiquei satisfeita com alguma coisa troquei de roupa rapidinho e nem aproveitei toda a produção. Uns dias depois, porém, tava me sentindo bonita e achei que merecia ficar arrumadinha só pra trabalhar dentro de casa, mesmo. O calor persistia? Sim, com força! Mas se eu for parar de usar minhas roupas pretas por causa disso, gente, não vou vestir mais nada, então eu simplesmente aguento. Preto é lindo, eu gosto, fazer o que, né?

Percebi nos últimos 2 anos, mais ou menos, que a vida acadêmica traz All Stars de volta pro meu coração. Logo que entrei na faculdade, mais de 12 anos atrás, passei algum tempo “acumulando” vários deles, mas perto da formatura eles foram sendo cada vez mais substituídos pelas sapatilhas, que ainda gosto bastante. O tempo foi passando, achei que isso não faria mais parte do meu cotidiano, até que decidi voltar a estudar com pós (que acaba esse mês!), mestrado (que ainda não entrei) e outros cursos… Pronto, virei aloka da Converse de novo! Somei isso à calça jeans de lavagem escura e cintura alta, já que FINALMENTE tô conseguindo limpar meu guarda roupas da maldita cintura baixa que sempre odiei… Precisa de algo mais? Essa combinação é 100% eu!

Lookbook: Vênus em Arte (foto sentada)

Porém, mesmo sendo tão condizente com meu estilo, não achei que ia gostar TANTO das fotos quanto gostei. Até as que a cara saiu meio de antipática, pela correria de improvisar pose antes do tempo do timer acabar, achei que ficaram legais e quis colocar em tudo quanto é rede social (que nem essa aí em baixo). É tão raro a gente ficar satisfeita assim quando o assunto é auto imagem, né? Eu sou super dessas que precisa de 50 fotos pra gostar de uma, é raro tirar poucas e amar várias. Acho que o cabelo rosa, que tava retocadinho nesse dia, tem me ajudado muito nisso, mesmo estando há quase 3 meses assim ainda acordo às vezes olhando pros fios como se eles fossem a coisa mais linda do mundo, capazes de trazer cor pra mim não só por fora, mas principalmente por dentro!

Logo antes de tirar essas dessas fotos rolou pela primeira vez no meu Instagram um desses “challenge” de maquiagem, uma coisa que até acho legal de ver mas num sou muito de aderir… Não é meu foco pra produzir, acho MUITO difícil gostar das alternativas de transição, então sinceramente nem faço. Nessa manhã, porém, acordei com a abertura d’As Meninas Super Poderosas na cabeça e fiquei tentando pensar em como fazer uma maquiagem só com 4 produtos pra usar cada um deles como os ingredientes usados na criação delas, mas não consegui DE JEITO NENHUM escolher entre meus 5 “essenciais”. Usei então dois deles como solução pro “Elemento X”, editei o áudio do jeito que queria e AMEI! Sério, assisti em loop que nem uma idiota, hahahaha! Acho que se for assim, pra misturar com cultura pop e outras artes posso pensar em mais, sim!

Lookbook: Vênus em Arte (detalhe da cintura pra cima)
Base At Play Mary Kay cor Very Light | Contorno Hoola da Benefit | Paleta Sugar Peach da Too Faced (usada para blush, sombra e iluminador) | Máscara de cílios I (love) Extreme da Essence (usada também nas sobrancelhas) | Batom líquido matte Bruna da Linha Bruna Tavares (usado também como delineador).
Continue Reading