Rapidinhas de Setembro

Foto de um canto de um quarto de parede clara onde é visíveil uma cama com coberta cor de rosa, alguns travesseiors e almofadas e uma grande pelúcia de elefante rosa. No canto inferior é visível as patas inferiores de uma gata preta adormecida. A parede contém alguns quadros e um adesivo onde estão dispostos vários círculos de tamanhos variados nas cores rosa claro e vinho.

Setembro foi um mês bem doido por aqui. Passou relativamente rápido, mas ao mesmo tempo soa arrastado porque quando penso em como começou parece um milhão de anos atrás. Teve lá seus pontos positivos, é claro, mas pra mim o peso de saber que não consegui produzir conteúdo NENHUM, mesmo tendo tantos projetos que amo profundamente tocar nesse aspecto, torna automaticamente esse um “mês ruim” para mim. Pra não ser 100% injusta teve um postzinho de nada no meu Instagram sobre uma das pintoras que mais amo, mas fora isso… Nadinha, nadinha, fui útil para muita gente e completamente inútil para mim. E aí, pensando um jeito de compensar isso comigo mesma, ressuscitei minha velha tag de Rapidinhas para resumir um pouco o que fiz e não deixar passar completamente em branco por aqui. É, achei que ela ficaria adormecida para sempre, mas vou acorda-la agora que setembro acabou¹.

Duas imagens de um mesmo polvinho do humor, que tem um lado bravo e outro feliz, ambas lado a lado. Na primeira, com a expressão brava, tem em cima o número 2021, referente ao ano, e a segunda, da expressão feliz, tem a capa do disco ABBA Voyage. A capa é preta com um eclipse lunar de tom dourado abaixo do nome do mesmo.

Obviamente focaremos no que foi bom porque ninguém sai registrando as coisas ruins, né? Elas nem nos dão essa oportunidade. E o start foi bom DEMAIS com um lançamento de uma das minhas bandas favoritas depois de quase quarenta anos separados: ABBA Voyage, o novo álbum do ABBA! Coloquei um despertador para não esquecer a live de anúncio, de tão empolgada, e chorei o tempo todo vendo que eles estão vivíssimos como músicos, me fazendo tão feliz quanto sou ouvindo minha música favorita da vida, Dancing Queen. Assim que acabou não aguentei e comprei o álbum, que será oficialmente lançado dia 05 de novembro (mal posso esperar!), ouvi o single I Still Have Faith in You/Don’t Shut me Down no repeat pelo Spotify e até fiz um “memezinho” com o famoso polvinho do humor para expressar o quanto isso é positivamente marcante pra mim…

TEXTO: Você pode apoiar o Vênus em Arte com (a partir de) R$5 por mês e me ajudar a trazer visibilidade feminina para a história da arte! IMAGEM: três circulos contendo auto retratos de três artistas mulheres: Elisabeth LeBrun (pele branca, cabelos curtos encaracolados, olhando para o expectador com o pincel em direção a uma tela que está ao seu lado), Lois Mailou Jones (pele negra, olhando para atrás do expectador, também com uma tela em sua frente) e Gerda Wegener (de lado, olhando para uma fruta que está na sua mão, envolvida nos braços da esposa Lili Elbe, que olha para o expectador).

Sabe aquela “coisa” que você ensaia lançar e nunca acha que está pronta? Pois é, me fiz pronta para a campanha de financiamento coletivo recorrente do Vênus em Arte! O projeto estava nos meus rascunhos do Catarse há mais de ano e eu ficava nesse dilema porque não achava as recompensas suficientes e tinha vergonha misturada com frustração de estar produzindo conteúdo para internet há tantos anos sem parar e ainda assim não conseguir estar nem perto de me manter com isso. Porém o Vênus em Arte é maior que meu orgulho! Analisei outras campanhas de pessoas que gosto, percebi que minhas recompensas ‘tavam ótimas e lancei com a certeza de que ninguém ia aderir. Para minha surpresa positiva várias pessoas aderiram sim, em breve os primeiros meses vão virar uma ring light BOA DE VERDADE para melhorar, sempre, nossa jornada em busca da visibilidade feminina na história da arte.

Foto de uma sala de paredes escura com uma televisão ao fundo onde se lê Studio Leste e uma mesa de madeira clara em frente com dois microfones em cima. Em lados aoposto, em frente a cada microfone, estão duas mulheres. Aninha Paixão veste uma blusa escura e tem cabelos compridos, ondulados e claros, além de um relógio no braço direito enquanto segura o livro Wish You Were Here: um romance musical, de Luly Lage. A autora está do outro lado, usando também uma roupa escura, cabelos coloridos cacheados e óculos de armação grossa.

Em agosto, no dia que tomei a primeira dose da vacina contra o COVID-19, foi ao Studio Leste gravar um episódio do Programa Playlist, com a Aninha Paixão. No primeiro domingo de setembro, dia 5, a entrevista foi ao ar! Gente… Foi MUITO GOSTOSO! A Aninha é mega divertida e extrovertida, eu sei ser divertida e extrovertida, então imaginem aí a quantidade de risadas que demos lá dentro! O que ela faz é pedir para que a gente escolha as 6 músicas que mais marcaram nossa vida e aí vamos contando a história, desde lá de trás, através delas. Normalmente os convidados são pessoas que trabalham com isso, mas ela me chamou por causa de Wish You Were Here: um romance musical e o fato de o livro ter uma playlist e tudo, fiquei lisonjeadíssima! A entrevista está disponível no Youtube pra quem quiser rir também.

Rosto de um objeto cenográfico em forma de um grande elefante marrom com presas cor de marfim. Seus olhos têm grandes cílios pretos e ele olha diretamente para o expectador.

Essa rapidinha aqui vai ser rapidíssima porque quero falar sobre isso pra valer ainda: gente, a exposição de 50 anos do Palácio das Artes, “50 anos em 5 atos” tá a coisa mais linda! Ela é composta de instalações artísticas que contam a história desse que é o maior centro cultural de Minas Gerais desde sua idealização por Juscelino Kubitschek, quando ainda era prefeito de BH, até hoje. Eu tô tendo a HONRA de fazer parte da mediação como estagiária voluntária 1 manhã por semana e nem estando sempre lá me canso dela, então pro público deve ser incansável também…

Foto de uma penteadeira branca com quatro pés palito em cor de madeira clara, com duas gavetas e uma tampa aberta, onde há um espelho fixado. Na parte interior de onde a tampa ficaria estão quatro divisórias com produtos de maquiagem dentro e na parte superior que não está levanta, sobre uma das gavetas, há duas canecas com pinceis de maquiagem ao lado de alguns produtos espalhados. Na parede existem dois quadros, um com ícones da história de Harry Potter e outro com uma boca vermelha mordendo o lábio inferior.

E chegamos no momento do post onde não ACREDITO que chamei de ruim o mês em que realizei meu SONHO de ter uma penteadeira! Cancelem esse adjetivo e admirem essa coisa mais linda da vida que ela é! Há anos eu tento, sem sucesso, improvisar um “cantinho de maquiagem” pra mim, mas depois que refleti a fundo sobre o quanto ela é importante para mim percebi que não queria um canto adaptado e sim uma penteadeira de verdade, mesmo… Como meu espaço é limitado busquei pela largura do móvel e me apaixonei por essa meio vintage que é maravilhosa e mesmo pequena tem lugar pra tudo que preciso, mas é meio cara, então deixei pra lá. Quando achei uma oferta em que estava mais barata que as bem menos legais com as quais eu vinha me contentando em ter não deu mais, ela veio!

A montagem me custou dois dias porque fiz tudo sozinha sem parafusadeira, quando ficou pronto as gavetas não entravam, deu vontade de chorar, e minha irmã teve que me ajudar a arrumar porque eu tava sem força NENHUMA nos braços. Adaptamos algumas coisas e deu certo! Ainda quero reforçar alguns parafusos quando tiver oportunidade, mas O que importa é que deu certo. Teve dias em que eu me vi escolhendo o que precisava dentro dela pra levar pro espelho do banheiro e então me dar conta que não preciso fazer isso mais, mas agora já tô adaptando a essa alegria diária. Talvez fale mais a fundo disso depois? Não sei, preciso pensar!

Foto de um canto de um quarto de parede clara onde é visíveil uma cama com coberta cor de rosa, alguns travesseiros e almofadas e uma grande pelúcia de elefante rosa. No canto inferior é visível as patas inferiores de uma gata preta adormecida. A parede contém alguns quadros e um adesivo onde estão dispostos vários círculos de tamanhos variados nas cores rosa claro e vinho.

Ainda no tópico “melhorias no quarto para ser mais feliz vivendo nele”, outra coisa que tava planejada há um tempão e nunca colocava em prática era achar um adesivo de parede para onde deveria ficar a cabeceira da minha cama, que não existe, pra complementar os quadros que tenho ali. Minha ideia era algo de bolinhas, pra combinar com a identidade visual do Vênus em Arte, e predominantemente rosa, pra combinar… Comigo, oras! Achei esse na Fran Adesivos, divertido sem ser infantil, misturando o rosa claro de alguns móveis com vinho que deixa um contraste legal, sério, perfeito! Tentei imitar a imagem do site na colagem, no final mudei uma coisinha aqui e ali e assim que ficou pronto estreei minha nova capa de almofada “Who Run The World” da MinKa, loja da qual nem preciso falar porque cês sabem que sou apaixonada… Combinou super!

Foto de um tablet com uma cena da série The Get Down, onde o protagonista Zeke, um jovem negro de cabelos black power, está de lado, olhando para baixo. Abaixo há uma legenda onde diz 'Porque sou apaixonado por você desde o jordim de infância'. De um lado há uma lata do refrigerante vermelho Coca Cola à esquerda e um fone de ouvido rosa choque à direita.

Pra fechar esse post, que de rapidinho não teve nada, e setembro que se despede do nosso calendário hoje, saiu na mybest Brasil uma lista MUITO LEGAL com 15 criadores de conteúdo recomendando suas séries favoritas na Netflix e entre essa galera temos quem? Moi! Tive mais uma oportunidade de enaltecer minha queridíssima The Get Down, que merecia ser muito mais valorizada, ao lado de várias outras que já amo e algumas que fiquei doida pra conferir… Pra quem tiver em busca de algo pra ver no fim de semana, ou entender os motivos que me levam a amar tanto essa recomendação, é só conferir o post clicando aqui!

¹ Green Day. Wake Me Up When September Ends. American Idiot. Oakland: Studio 880, 2004. Faixa 11.

Continue Reading

Lookbook: Isto é Halloween

Lookbook: Isto É Halloween

É Halloween! Ou melhor, foi Halloween ante-ontem, e esse ano a data não passou batida por aqui! Com a quarentena a possibilidade de ir a alguma festa ou algo assim foi completamente descartada, mas depois de 14 dias completamente isolados para garantir que a “coisa” aconteceria da forma menos perigosa possível eu, Gil e Ramon, meus companheiros de aventura de todos os momentos, fizemos uma festinha do pijama temática aqui em casa pra matar MUITOS meses de saudades comendo umas bobeirinhas, ouvindo música e nos caracterizando de leve. Eu tô tranquila com esse tipo de reunião, mesmo que tão íntima, em plena pandemia? Ainda não. Pretendo tornar um hábito? Também não. Mas consegui me divertir e ficar com a cabeça sã mesmo depois que acabou, sem sentir que saí dela contaminada, ou pior, contaminando alguém… Então, sendo assim, que bom!

Durante outubro vi vários tipos de “Tim Burton Challenge” pela internet afora, e um deles consistia em a pessoas se transformar numa versão de si mesma adaptada pro universo dos filmes dele, o que achei GENIAL. Não sou fã eufórica dele, na verdade tenho uma relação bem “amor e ódio” porque são filmes que ADORO PROFUNDAMENTE ou ABSOLUTAMENTE DETESTO, mas como num geral o saldo é mais positivo que negativo e a estética é perfeita pra essa data, fiquei doida pra fazer também. Aproveitei que no início do mês recebi esse vestido cavado cinza LINDO das meninas da MinKa Camisetas Feministas e juntei o útil ao agradável, dando esse ar “girly” e divulgando o trabalho delas de forma temática, claro!

Leia também: MinKa Camisetas Feministas, a história dessa loja incrível que foca no empoderamento feminina não só de quem consome seus produtos, mas também de suas funcionárias!

Lookbook: Isto É Halloween | Trio de fotos do look, composto de camiseta preta, vestido cavado cinza, meia calça rendada e sapatilha preta.
Laço: s/m | Camiseta: Sango’s | Vestido: MinKa Camisetas Feministas | Meia-calça: Trifil | Sapatilha: n/s

Como o vestido não tem nenhuma estampa específica, ela está presente num broche fixado na alça, nem precisei adaptar, tava pronto pra qualquer ocasião. Coloquei camiseta preta por baixo, uma meia calça de renda, meinha preta pra dar um “tchan” (não dá pra ver nas fotos) e uma sapatinha preta também, bem simples com um lacinho. Botei também um laço preto no cabelo recém retocado (ficou mais rosa do que nunca, gente!) porque eu gosto e não consigo mais usar tanto no dia a dia, sinto que infantiliza minha imagem, então quando acho que cabe no visual invisto sem dó, hahaha. Simples assim, bonitinha e confortável que é a melhor combinação do mundo!

Porém o visual não seria NADA sem a maquiagem, né? Tentei fazer aquela sobrancelha “viradinha” das personagens dele, acabou ficando muito ruim e desisti, mas de resto o resultado ficou MUITO legal. Usei uma base da Maybelline versão gringa que fica um pouco clara pra mim, normalmente uso pra clarear as que estão escuras, mas que funciona nessas ocasiões onde o objetivo é esse mesmo, pó compacto da Linha Bruna Tavares que segue sendo tudo pra mim e abusei dos meus novos produtos da Linha Niina Secrets pela qual estou apaixonada! O batom foi o Vermelho Hibisco dela, que é um tom bem fechado, concentrado só no centro da boca e de resto fiz TUDO com a paleta de sombras: olhos, blush, contorno, iluminador, tudo mesmo! Caprichei cobrindo as olheiras com a base pra depois fazer o que? Isso mesmo, olheiras com a sombra! Coisas de dia das bruxas…

Leia também: Maquiagem Zomby Gaga para o Halloween (e Lookbook!), minha caracterização de Halloween de dois anos atrás, onde me transformei na Monster High da Lady Gaga.

Lookbook: Isto É Halloween | Foto de lado, olhando para uma caveira de plástico nas mãos.
Eu & Eugenio, nosso crânio decorativo, questionando se Ser ou Não Ser!

De resto nossa festinha teve muita comidinha gostosa, incluindo um bolo pink velvet de caveiras do nosso amigo O Doce Nick que ficou DIVINO, e eu improvisei alguns morcegos de origami na parede, intercalado com mini abóboras decorativas que já tinha aqui. Até gravei o passo a passo dos morcegos pro meu canal, que é uma versão adaptada de vários tutoriais que vi com um toque pessoal meu, mas acabou ficando tarde demais pra postar. Vou guardar ele aqui, quem sabe solto ano que vem?

Continue Reading

Lookbook: Flawless

Lookbook: Flawless

Mais um post de lookbook com uma blusa das meninas maravilhosas da MinKa, que eu amo, sou fã, quero todas, etc! Essa é a terceira e última do pacotinho LINDO que elas me deram de presente (entregaram aqui em casa!) no meio do ano, e eu não tinha postado até hoje porque por muito tempo tive um destino pra essa blusa, sabe… Originalmente eu usaria ela no meu look de primeiro de janeiro se tivesse dado bom nessas eleições, já tinha até planejado as fotos, PORÉM deu ruim, né galera, e a ideia teve que ser abortada. Mas enfim, ainda assim é relevante, na verdade mais do que nunca!

Lookbook: Flawless
Blusa: MinKa Camisetas Feministas | Saia: Marisa | Meia arrastão: Trifil | Sapatilha: Max Model | Óculos: ray-Ban + no Lookbook.nu

O título do look foi “Flawless” em homenagem à música da Beyoncé porque ela tem citações do discurso da Chimamanda, cujo título está aí, estampado: Sejamos Todos Feministas. Inclusive, pra quem não conhece, tem um livrinho publicado com a transcrição dele (acha baratinho em qualquer livraria) e, claro, a palestra na íntegra disponível no YouTube. Ela é um MULHERÃO, gente, todas as vezes que revejo é lágrimas, cabeças concordantes e PALMAS E MAIS PALMAS mesmo que tenha sido feito tantos anos atrás. Muito bom ver essa discussão de gênero sendo levantada por uma nigeriana, que mora em uma das cidades mais machistas do mundo, e ainda assim fala de forma clara, calma e até divertida.

Eu AMO essas regatas cavadas da MinKa porque com elas consigo “exibir” minha tatuagem na costela, que também é a favorita, e tá sempre escondidinha pelas roupas no dia a dia. Mas aí eu acabo usando elas de modo mais despojado, fresquinho, e nessa decidi que ia dar uma estilizada na coisa. Uma saia pra acalmar o calor, meia arrastão pra tampar a branqueleza sem esquentar, sapatilha porque, né, é o que eu uso todos os dias. SÓ, BRASIL! É maravilhoso o que uma meia faz na nossa vida, né? Cê tá lá, com uma roupitcha bonitinha, mas ok, aí veste uma bonitinha dessas e pronto, pode arrasar até na balada se quiser. Tenho que usar mais vezes…

Lookbook: Flawless
Aquela típica pose da blogueira tristemente procurando algo aleatório no chão…

O rabo de cavalo é 99% porque tá quente, mas aquele 1% pra esconder o cabelo já há alguns dias sem lavar… Quem nunca, né? Já o batom, que eu sempre falo porque não custa nada, é o Mrs. Mia Wallace, da Urban Decay. E por fim, um pouco de jabá, queria informar que essa sessão render uma das fotos da arte do meu novo canal no YouTube: Vênus em Arte! Lá estou falando sobre mulheres na história da arte e tá ficando BEM legal – o que já fui publicado e o que tá agendado -, então quem gosta do assunto dá aquela passadinha pra enaltecer o trabalho absurdo que tá produzir esse conteúdo!

Continue Reading

LookBook: Women are ART

Lookbook: Women are ART!

Continuando a série de “recebidos” da MinKa Camisetas Feministas que começou no LookBook passado com o vestido LINDO que ela me mandaram, eis minha blusa favorita da loja até agora… E sim, é porque ela é preta! Eu gosto, é única no tema que tenho dessa cor maravilhosa, me deixa! Várias marcas estão lançando produtos assim, com os dizerem no retângulo vermelho meio inspiradinha nas da Levi’s (ou então errei a referência), e qual palavra seria melhor pra estar na linha das meninas que FEMINIST? Pra quem ainda não conhece, eu contei a história da MinKa num post, elas realmente levam o ativismo pra “vida real” mesmo, sem ficar só nessa de ganhar grana em cima da causa – e arrasam nessa tarefa!

E eu falei que agosto tinha trazido uma onda de auto estima por aqui, não falei? Porque realmente tô me achando lindinha, lindinha ultimamente! Esse look usei na pré-estreia para convidados de Mentes Sombrias que rolou semana passada, mas já tenho mais um pra trazer pra cá! Tô indo com calma pra não ficar repetitiva, ainda mais nessa onda de ter tantos filmes pra resenhar… Por enquanto focaremos nesse, que tem uma combinação de cores que eu realmente adoro de um modo geral!

Lookbook: Women are ART!
Camiseta: MinKa | Calça: n/s | Sapatilha: Petite Jolie | Bolsa: Kipling | Óculos: Ray-Ban | Colar: I Love Acessórios | Pulseira: Marina Furtado. Veja também no Lookbook.nu

Claro que tinha que rolar um vermelho básico porque a blusa pedia… Então tirei minha calça muito amada (e desbotada) do armário, mas acho que se eu assoviasse a bonita levantaria e viria na minha direção porque já sabe andar sozinha, coitada. A sapatilha é outra antiga, mas uma das minhas favoritas com essa bandeira do Reino Unido linda e brilhante que nunca passa despercebida quando tá nos meus pés… E de resto, ah, eu tava inspirada por esse cabelo bem humorado! Um colar pra seguir a onda britânica, essa pulseira que ganhei na época da minha formatura (!!!!!!!!) feita por uma amiga de faculdade, bolsa combinando e um sorrisinho no rosto que melhora qualquer aparência!

Lookbook: Women are ART!
Foto tirada do meu Instagram.

Essa “moldurinha” foi uma coisa meio sem sentido que me veio na cabeça na hora de fotografar… Ela tava encostadinha no cantinho do quarto, sem muita utilidade no momento mas com carinha de quem queria participar, catei a bichinha e mandei ver. Depois pensei que realmente, o amor pela camiseta tá tanto que eu podia emoldurá-la pra colocar na parede, mas como prefiro poder continuar vestindo fica essa breve representação. De fato seria irado imprimir essa foto grandona pra caber nela, pra ficar essa coisa meio “moldura dentro da moldura” mas vamos com calma, né, não precisa empolgar tanto assim, cá entre nós…

Lookbook: Women are ART!
Batom: Bruna, da Linha Bruna Tavares

Eu tava me questionando, também no último post, se colocava apenas fotos individuais ou se continua com os “conjuntos” de 3, ou se fazia de 2… A verdade é que não me decidi então a coisa vai ser no que se encaixar melhor dependendo da ocasião, meio bagunçado e tudo mais mas eu juro que vai funcionar, confia em mim!

Mentes Sombrias: 16 de agosto nos cinemas!

Continue Reading

LookBook: OUR PWR

LookBook: OUR PWR

Pois bem, podem esperar muitos posts de LookBook por aqui em agosto porque estou amando bastante esse cabelo e, confesso, o corpinho também! Viva o Sol em Leão! E junto ao fato de que outro dia recebi um pacotinho INCRÍVEL das meninas da MinKa Camisetas Feministas, bem, é a fome com a vontade de comer. Pra quem não viu meu post sobre elas (e vários looks que já fiz com as blusas), a MinKa não só vende camisetas nesse tema como é uma MARCA FEMINISTA, onde só trabalham mulheres justamente pra estimular essa nosso empoderamento financeiro! Uns meses atrás elas fizeram uma enquete com as clientes e algo que eu disse, e não fui a única, era o quanto queria os produtos delas em PRETO, porque antes era só branco e cinza. Elas não só atenderam nosso pedido (yey!) como se ampliaram com vestidos, ecobags e capas de almofada! Tão gostoso vê-las crescendo!

A modelagem delas mudou um pouco e o tecido também, ambos para melhor. Achei mais gostoso de vestir e a costura parece mais “forte”, sabe? No dia gravei uns Stories que estão destacados meu Instagram, mas vou mostrar tudo devagarzinho por aqui também. Resolvi começar pelo vestido porque EU TAVA DOIDA COM UM! Sério, elas acertaram demais, obrigada, meninas!

LookBook: OUR PWR
Vestido: MinKa Camisetas Feministas | Meia calça: Riachuelo | Coturno: s/m | Arco: Pink Biju. Veja também no Lookbook.nu

No último Lookbook falei que meu coturninho ia aparecer muito ultimamente, e vai mesmo. Temos que aproveitar o friozinho, né? A mesma coisa pras meias calça, é hora de tirar todas do armário! Essa corações eu não vestia há ANOS, então achei que devia pra não só matar saudades como também combinar com o preto e branco do vestido. Aquele “nada de mais” que acaba ficando bonitinho. Ai, gente, não adianta, eu gosto de roupa escura, vai ser sempre minha preferência, mesmo que passe calor em algumas épocas.

LookBook: OUR PWR
Lápis de olho: Pinkix da Quem disse, Berenice? | Batom: Mrs. Mia Wallace da Urban Decay | Máscara: The Colossal da Maybelline

Aí no meio da seção de fotos saiu essa “meio falando de olhos fechados”, daquelas que a gente até deleta, mas decidi mostrar porque o delineado cor-de-rosa ficou lindo demais pra ficar escondidinho. Preciso usar meus lápis coloridos mais vezes, é aquele plus que ninguem repara de cara, aí quando percebe fala que achou legal. Aconteceu nesse mesmo dia, inclusive.

LookBook: OUR PWR
Detalhes da meia e coturno!

Tô pensando em passar a postar meus looks assim a partir de agora, uma foto só como “principal” e, se for o caso, colocar outras em baixo. O que vocês acham? Preferem desse jeito ou aqueles “conjuntos” de três que normalmente faço? Posso variar também, adequar dependendo da ocasião…Enfim, opinem aí nos comentários!

Mentes Sombrias: 16 de agosto nos cinemas!

Continue Reading